Quando nossa ajuda passa a ser necessária? | Clara Residencial
  1. Quando não houver acompanhamento disponível para o idoso em sua residência;
  2. Quando houver a necessidade de acompanhamento especializado continuado;
  3. Quando os familiares trabalham durante todo o dia e necessitam deixar o idoso aos cuidados de pessoas sem capacitação técnica;
  4. Quando houver problemas de relacionamento familiar que comprometam a convivência e a qualidade de vida do idoso e dos familiares;
  5. Quando houver dificuldades em administrar o “entra e sai” de cuidadores;
  6. Em caso de indisponibilidade temporária, como em viagens por exemplo;
  7. Dificuldade em lidar com doenças específicas desta faixa etária, como: Demência de Alzheimer, úlceras de decúbito (escaras), em uso de sonda, sequelas de AVC ou qualquer situação em que o idoso necessite de cuidados e atenção permanente, com equipe capacitada;
  8.  Quando o idoso precisar se recuperar de algum problema de saúde.