Mudança de hábitos na terceira idade: 5 dicas para começar agora!

6 minutos para ler

Chegar à terceira idade é o começo de um novo ciclo. Com o aumento da expectativa de vida, as pessoas que alcançam essa faixa etária têm procurado cada vez mais adotar uma mudança de hábitos para que possam viver de forma saudável e com uma maior qualidade de vida.

Embora entendam que a mudança de hábitos é uma ótima maneira de sair da rotina e alcançar uma longevidade saudável e feliz, é comum que os idosos não saibam como começar a colocar a ideia em ação.

Caso esse seja o seu caso, não se preocupe! Estamos aqui para ajudá-lo. Preparamos o conteúdo a seguir com 5 dicas para você começar agora mesmo sua mudança de hábitos. Animado para descobrir quais são elas? Continue acompanhando!

1. Defina o que você quer mudar

O primeiro passo para iniciar uma mudança de hábitos é definir o que você quer alterar. É normal que algumas pessoas saibam que suas rotinas não estão legais, mas não consigam enxergar exatamente o que é necessário trocar. Por isso, a nossa dica é pegar papel e caneta para começar a anotar aquilo que o incomoda.

Se você acha que está tomando muito refrigerante, coloque na lista. Caso considere que não tem comido alimentos saudáveis, que está dormindo muito ou por um período insuficiente e que está fazendo pouco exercício físico, adicione esses fatos também. Pense em tudo o que acha interessante mudar no seu cotidiano e jogue no papel.

Depois disso, você terá uma lista cheia de desejos relacionados aos seus hábitos. Para facilitar o processo, elenque o que considera prioridade e comece sua transformação por esses pontos. Vá aos poucos, mudando uma ou duas características por semana, para que consiga lidar com essa situação de forma positiva.

2. Crie uma lista de coisas novas que deseja fazer

Além de definir o que quer mudar em sua rotina, você pode adicionar coisas novas. Pense naquilo que você tem vontade de fazer, mas que por algum motivo nunca saiu do papel. Alguns exemplos podem ser:

  • começar a estudar um novo idioma;
  • fazer um curso sobre as novas tecnologias;
  • adicionar à rotina momentos de convivência com antigos amigos;
  • praticar um novo esporte.

As possibilidades são muitas e, como é um assunto bem particular, vai depender do seu estilo de vida e das suas vontades. O importante é não deixar nada de fora dessa lista por entender que não é capaz ou que qualquer coisa não “seja para você”.

3. Programe-se para colocar em prática a mudança de hábitos

Você já definiu o que deseja transformar e aquilo que quer acrescentar ao seu cotidiano. Agora chegou o momento de se programar para que a mudança de hábitos comece a acontecer.

A principal dica aqui é não mudar drasticamente sua vida, começando a fazer tudo o que listou de uma única vez. O resultado pode não ser o esperado, já que uma transformação radical corre o risco de ser penosa e levar você à desistência.

Por isso, vá com calma! Respeite o seu tempo, seu corpo e sua mente. Continue seguindo nossa dica anterior e selecione algumas mudanças para começar em datas diferentes. Para facilitar, elenque quais são as substituições mais difíceis e mais fáceis para você, intercalando-as durante as semanas.

Se para você é muito difícil mudar a alimentação e começar um curso, por exemplo, coloque cada uma dessas tarefas em semanas diferentes e escolha uma mudança fácil para realizar junto à difícil. Assim, sua nova rotina ficará equilibrada, tornando-se muito mais prazerosa de seguir até que todos os novos hábitos sejam adotados.

4. Realize as atividades novas repetidamente até virar um novo hábito

Depois de definir a programação e começar a realizar algumas tarefas diferentes, você deve fazer com que a nova realidade vire um hábito. Para tanto, é necessário que isso seja parte da sua rotina.

Se você fizer uma ou duas vezes cada tarefa, elas não vão se tornar um hábito, portanto é preciso ter constância. A recomendação é usar alguns métodos para estimular essa prática, como:

  • criar metas semanais para cada uma das mudanças estipuladas por você;
  • pensar em recompensas sempre que conseguir repetir as transformações e alcançar as metas;
  • fazer um caderno de anotações para colocar cada novo hábito repetido e cada objetivo conquistado;
  • celebrar sempre que aquilo planejado for também executado.

Essas recompensas ajudam a manter a organização, a motivação e o estímulo para que o plano continue a cada dia, até que todas as mudanças estejam incorporadas ao cotidiano e se tornem novos hábitos.

5. Faça exercícios físicos adequados à terceira idade

Nossa última dica é referente à prática de exercícios. Se você não faz atividade física e nem colocou essa resolução em sua lista, volte e adicione! Movimentar o corpo na terceira idade é um dos hábitos mais importantes para manter a saúde e o bem-estar.

Os exercícios proporcionam um melhor condicionamento físico, fortalecem a musculatura e desaceleram o desenvolvimento de doenças comuns à terceira idade, como a osteoporose e sarcopenia. Além disso, problemas crônicos como cardiopatia, diabetes e hipertensão têm menores riscos de surgirem ou se agravarem, caso a pessoa já tenha.

Diante de tantos benefícios, você não pode deixar de fora da sua nova vida os exercícios, certo? Escolha uma atividade de que goste: pode ser natação, hidroginástica, academia ou até mesmo algum esporte que tenha condições de realizar. Não se esqueça de contar com a ajuda de profissionais capacitados e consultar um médico antes de iniciar.

O processo de mudança de hábitos pode ser um pouco difícil, principalmente se essas rotinas o acompanharam durante muitos anos da sua vida. Por isso, mesmo que demore, o importante é se manter firme e não desistir. A recompensa é uma vida com mais qualidade, saudável e feliz.

Gostou das nossas dicas para começar uma mudança de hábitos? Não deixe para depois e comece a colocá-las em ação agora mesmo. Se você tem qualquer dúvida ou quer nos contar um pouco sobre como está sendo a nova rotina deixe, um comentário no post!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

shares