O guia definitivo sobre como cuidar de pais idosos!

17 minutos para ler

Como cuidar de pais idosos é uma pergunta cada vez mais recorrente na vida dos adultos brasileiros. Não é segredo para ninguém que a expectativa de vida tem aumentado a cada ano. Consequentemente, o número de pessoas na terceira idade cresce. Em paralelo a isso, outras características da sociedade também mudaram, como o período em que os indivíduos iniciam suas carreiras, saem de casa ou se aposentam. Além disso, o número de filhos que uma família tem é cada vez menor, o que diminuí o número de pessoas para olhar o idoso.

Nesse cenário, muitos adultos precisam conciliar o trabalho — muitas vezes, em uma fase de ascensão — com diversas outras obrigações. Esses compromissos se dividem entre ter tempo disponível para estar presente na vida dos filhos, dos cônjuges, para os momentos de lazer e diversão, para se exercitar e cuidar da saúde e, ainda, conseguir cuidar dos pais idosos.

Dentre tantas tarefas, a última delas é uma das que geram grandes dúvidas e preocupações. Por esse motivo, decidimos criar este guia definitivo sobre como cuidar dos pais na terceira idade. Ficou interessado no assunto? Então, é só continuar a leitura!

Qual a importância dos filhos no cuidado dos pais idosos?

Para iniciar este guia, o primeiro assunto que abordaremos é a importância de cuidar dos pais idosos. Antes de tudo, é preciso lembrar que os pais, até chegarem à terceira idade, dedicaram muitos anos de atenção aos seus filhos. Logo, nada mais justo do que eles retribuírem todo o carinho e empenho.

Ao cuidar dos pais, os filhos demonstram sentimento de gratidão. Além disso, tal ação gera diversos benefícios, sendo a melhoria da saúde mental um dos principais. Na maior parte dos casos, quando a família se preocupa com o idoso, oferece a ele oportunidades de lazer variadas e o convívio com outras pessoas, que acontece naturalmente em residenciais seniores pensados para isso. Essa prática contribui para que a mente esteja sempre ativa, melhorando o bem-estar.

Filhos preocupados com os pais na terceira idade costumam proporcionar as melhores experiências que eles possam ter nessa fase da vida. Em muitas situações, os idosos passam a frequentar ou residir em um residencial sênior, criando vínculos afetivos com os demais. Essa união e amizade auxiliam na recuperação de enfermidades e evitam, até mesmo, a depressão na terceira idade, resultando em uma melhor qualidade de vida.

Quando um idoso é bem cuidado, as preocupações diárias diminuem. Isso traz benefícios não somente para ele, mas para toda a família. Saber que os pais estão sendo tratados de forma adequada e, principalmente, que estão felizes dá mais forças para enfrentar essa nova fase da vida, vivenciada por um número cada vez maior de pessoas. Portanto, conviver com os pais idosos e cuidar deles é importante para a saúde e o bem-estar de todos.

Quais são os desafios de cuidar dos pais na velhice?

Apesar de positivo para os idosos, cuidar dos pais na velhice traz alguns desafios. Um deles é a aceitação. É preciso se convencer que os papéis se inverteram — afinal, os filhos agora viraram pais. Com isso em mente, é fundamental iniciar um planejamento para que essa fase da vida seja a mais tranquila possível.

Outro grande desafio é conseguir conciliar os cuidados dos pais com a rotina da família, principalmente se os idosos forem morar na mesma casa dos filhos e dos netos. É necessário adaptar a casa, modificar horários, ter tempo disponível. Aliás, com a rotina corrida que a maioria das famílias vive, essa é uma das partes mais complexas de cuidar dos idosos.

Soma-se a isso os cuidados especiais com a saúde, um desafio enfrentado por grande parte das famílias. Nessa idade, é natural que o idoso necessite de uma atenção maior em relação ao bem-estar físico, a depender de cada situação.

Há idosos que precisam apenas serem lembrados dos horários para tomar os remédios. Entretanto, há casos em que eles necessitam de auxílio para realizar as atividades básicas da vida diária, como se alimentar, tomar banho e ir ao banheiro. Essa assistência especial demanda muita atenção e, principalmente, dedicação dos filhos.

Quais são as opções de cuidado para idosos?

Existem diferentes modalidades de cuidado para idosos para ajudarem as famílias a proporcionar bem-estar e qualidade de vida a eles. São as casas de repouso tradicionais, os residenciais seniores e as residências domésticas. A seguir, falaremos sobre cada uma delas. Veja!

Casa de repouso tradicional

Uma decisão bastante recorrente é a de levar o idoso para uma casa de repouso tradicional. Porém, infelizmente, há muitos exemplos de espaços que tratam as pessoas na terceira idade com descaso. Por isso, é preciso ter olhos atentos, se for essa a alternativa escolhida por você e sua família.

Existem muitas opções de casa de repouso em Belo Horizonte. Os modelos tradicionais são destinados exclusivamente para o repouso. Normalmente, elas não oferecem serviços adicionais, como atividades variadas ou cuidados médicos além do básico. Também não há um acompanhamento mais individualizado.

Sendo assim, todos os idosos são tratados da mesma forma, independentemente de quais sejam as suas necessidades. Isso deve ser visto como um fator limitante, já que pode afetar diretamente a qualidade de vida das pessoas na terceira idade.

Residencial sênior

Um residencial sênior também recebe o idoso, assim como uma casa de repouso. Entretanto, há grandes diferenças entre os dois tipos de serviços. Uma delas é a energia do local. Em geral, os residenciais são locais alegres, cheios de vida e com opções variadas de entretenimento e lazer para quem reside neles.

Outra importante característica é a assistência oferecida, já que os residentes são tratados de forma profissional e individual por uma equipe altamente qualificada, o que torna a experiência do idoso a melhor possível.

Residência doméstica

Embora ofereçam vantagens, a casa de repouso tradicional e a residência sênior, normalmente, não são a primeira escolha feita pela família. A modalidade doméstica é a principal opção, já que muitos a consideram mais humana. Os filhos costumam pensar que a melhor decisão é manter os seus pais próximos da família e em um ambiente já conhecido.

Apesar desse aspecto positivo, muitas outras questões precisam ser levadas em conta ao pensar em cuidar de pais idosos em casa. Afinal, essa escolha demanda muitas adaptações no lar e mexe com a rotina familiar. Na maior parte das vezes, tal decisão resulta em um idoso infeliz e uma família estressada.

Como os cuidados domésticos costumam ser a primeira alternativa dos filhos ou dos netos, dedicamos o próximo tópico inteiramente ao assunto. Nele, vamos apontar as vantagens e as desvantagens de cuidar dos pais idosos em casa, a fim de que você e sua família tenham condições de refletir se essa opção é realmente a melhor.

Cuidar dos pais em casa é sempre o melhor?

Conforme mencionamos, este tópico será dedicado a entender os benefícios e os desafios ao optar por cuidar dos pais idosos em sua própria residência. Antes de iniciar, entretanto, queremos deixar claro que não é errado decidir manter os seus pais em sua casa ou na deles.

É importante refletir sobre a situação e compreender os impactos que essa decisão trará na vida de sua família e, principalmente, dos idosos. Abaixo, listamos alguns pontos para ajudar você a fazer a escolha mais acertada. Confira!

Família próxima

A principal vantagem de cuidar dos pais em casa é mantê-los próximos da família. Aliás, muitos consideram esse o principal ponto positivo. Sabemos que o tempo de vida dos idosos, na maior parte dos casos, é mais curto. Por esse motivo, muitos filhos querem estar perto e aproveitar bastante os momentos com eles.

Mudança de rotina e estresse

Para grande parte das pessoas, estar próximo dos pais é importante e positivo. Contudo, precisamos chamar a atenção para uma situação bastante recorrente nas famílias que tomam essa decisão: a grande mudança na rotina pode ser um fator gerador de estresse.

Um idoso, na maioria das vezes, requer muitos cuidados. Ainda que você contrate cuidadores para auxiliar nessa missão, muitas ações e decisões cabem à família. Com o tempo, a rotina se torna cansativa, e o que era para ser momentos de felicidade vira um grande estresse, tanto para os familiares como para os idosos.

Adaptação da casa

Um dos aspectos negativos são as adaptações que precisam ser feitas em casa. Retirada de tapetes, troca de quarto por causa de escadas, apoio nos banheiros são algumas das principais mudanças. Se o idoso tem problema de mobilidade e faz uso de cadeira de rodas, as modificações devem ser ainda maiores, pois será preciso readequar todo o espaço e encontrar alguma solução para os degraus e as escadas.

Convivência com pessoas desconhecidas

Quando optamos por cuidar de pais idosos em casa, é preciso considerar a ajuda de cuidadores, pois muitas vezes torna-se inviável fazer tudo sozinho. Conviver com pessoas desconhecidas em casa pode ser um fator muito negativo, tanto para a família como para os idosos, caso eles fiquem em suas próprias casas e contem com esse tipo de auxílio.

Além disso, não são poucos os casos de cuidadores que maltratam os idosos e cometem pequenos delitos na residência, como furto de objetos. Convenhamos que colocar uma pessoa dentro de casa, sem conhecê-la bem, é sempre motivo para ligar o sinal de alerta.

Outro problema de optar por cuidadores é a falta de privacidade que a presença deles acarreta — aliás, isso afeta a todos na residência. Possivelmente, você não estará mais sozinho em casa e precisará ter cuidado com os trajes que usa e alguns hábitos, como ouvir música alta.

Falta de entretenimento

Mais uma desvantagem de manter o idoso em casa é a falta de entretenimento para eles. Por mais que a família conviva, converse e esteja próxima, é muito difícil conseguir estar presente por muitas horas em um dia, já que todos têm seus compromissos. Por esse motivo, além de não ter muitas opções para se divertir, o idoso ainda pode se sentir solitário.

Os melhores residenciais seniores oferecem entretenimento para todos os gostos, como jogos de tabuleiro, livros, espaço de convivência, prática de exercícios físicos etc. A pessoa pode escolher de quais atividades deseja participar, logo, sente-se livre para fazer aquilo de que realmente gosta.

Cuidados com a saúde

A última consideração sobre cuidar dos pais em casa está relacionada aos cuidados com a saúde. Como sabemos, muitas pessoas na terceira idade necessitam de assistência especial ou, pelo menos, um rápido atendimento, caso algo inesperado aconteça. Em casa, dificilmente se tem esses cuidados.

Quais são os serviços oferecidos por um residencial para idosos?

Se você pesou os prós e os contras de cuidar dos pais em casa, talvez esteja considerando conhecer melhor um residencial para idosos. Então, chegou o momento de entender um pouco mais sobre os serviços prestados em cada um desses lugares.

Para facilitar, vamos comentar sobre os mais comuns, ou seja, os oferecidos por uma casa de repouso tradicional e, depois, os disponíveis em hospedagens mais modernas, como em um residencial sênior. Veja!

Serviços em casa de repouso tradicional

A casa de repouso tradicional costuma oferecer o básico para que um idoso possa ser bem tratado. Saiba, a seguir, quais são os serviços mais comuns nesses espaços:

  • quartos individuais ou em grupos;
  • visitas médicas semanais ou quinzenais;
  • técnicos de enfermagem e cuidadores 24h;
  • serviços de lavanderia;
  • acompanhamento nutricional;
  • fisioterapia uma vez por semana, em média.

É possível notar que todos esses serviços referem-se ao básico que um idoso necessita. Logo, o entretenimento e os momentos de diversão e felicidade, tão importantes na vida de qualquer pessoa (independentemente da idade), acabam, muitas vezes, sendo esquecidos nos lares tradicionais.

Serviços em residencial sênior

Como vimos no decorrer deste artigo, o residencial sênior é mais completo do que a casa de repouso tradicional. Não é à toa que seus serviços podem ser comparados aos de um apart-hotel para idosos. Além de disponibilizar o que é oferecido em uma casa tradicional, o residencial sênior ainda conta com muitos outros serviços como:

  • prática de exercícios para idosos;
  • incentivo a novas descobertas;
  • novas amizades provenientes dos momentos de convívio;
  • acompanhamento — independentemente do grau de dependência;
  • retaguarda médica 24h e de enfermagem constantes;
  • reabilitação;
  • cuidado multidisciplinar;
  • aula de informática;
  • aula de hidroginástica;
  • atividades cognitivas, físicas e de lazer diversas;
  • passeios culturais;
  • grupo de teatro e dança sênior;
  • estudos de filosofia e literatura;
  • jogos de raciocínio e de conhecimentos gerais;
  • yoga, pilates, meditação e tai chi chuan, entre outros.

Quais são as vantagens de um residencial sênior?

Como foi possível notar, os serviços oferecidos por um residencial sênior são muito superiores aos das casas de repouso tradicionais. Além deles, existem outros fatores que podem ser considerados vantajosos nesse tipo de espaço. Continue lendo para descobrir um pouco sobre cada um deles!

Segurança

A primeira grande vantagem é a segurança que esse tipo de ambiente oferece. Ter um médico à disposição, por exemplo, torna o ambiente muito mais seguro, caso algum imprevisto aconteça. A retaguarda médica está disponível durante todo o dia, bem como os serviços de enfermagem humanizada, que levam em conta o bem-estar e as particularidades de cada um.

Além disso, a abordagem multidisciplinar oferecida pelo local, que costuma contar com profissionais altamente capacitados, evitam diversos problemas comuns na terceira idade, como escaras ou internações decorrentes de complicações.

Comodidade

A comodidade é outro fator a ser levado em conta ao escolher um residencial sênior. Normalmente, eles têm localização privilegiada, como um dos mais renomados do Brasil, que fica na região central de Belo Horizonte.

Essa comodidade facilita as visitas da família ao hotel para idosos em BH, trazendo mais qualidade de vida para todos os parentes próximos aos idosos. Além disso, é preciso ressaltar que a localização é um ponto chave em momentos de emergências médicas, quando o idoso necessita ser transportado para hospitais.

Conforto

Outra importante vantagem é o conforto. Um residencial, como diz o nome, é a casa de alguém e, por isso, deve ser o mais confortável e aconchegante possível. A residência sênior costuma ter essa característica e dar a devida importância a isso.

Os quartos são suítes espaçosas e com claridade, e as áreas em comum também preservam o conforto. Esse equilíbrio entre privacidade e convivência faz com que o ambiente seja confortável e agradável para que os idosos possam aproveitar a melhor idade.

Cuidado integral

A última grande vantagem que gostaríamos de destacar é o cuidado integral. Sabemos que os idosos trazem consigo uma extensa bagagem de vida. Devido a tantos anos vividos, muitos apresentam algumas enfermidades que precisam ser tratadas de forma séria e cuidadosa.

Considerar que cada ser é único e tratá-los com individualidade é um benefício encontrado em pouquíssimos locais. Os residenciais seniores, quando necessário, oferecem dieta para idoso acamado, além de cuidados fisioterápicos específicos, reabilitação depois de um AVC ou qualquer outra assistência importante para o bem-estar das pessoas na terceira idade. Isso, sem dúvida, faz toda a diferença.

O que avaliar em um lar para idosos em BH?

Você se convenceu de que a melhor forma de cuidar dos pais na terceira idade é optar por um residencial sênior? Se sim, mas não faz ideia do que deve levar em conta para acertar na escolha, não deixe de ler este último tópico. Nele, vamos mostrar o que é preciso observar antes de decidir qual é o lar para idosos em BH ideal. Descubra!

Tempo de existência da casa

Um fator relevante que pode — e deve — ser analisado é o tempo em que o serviço existe. Isso não quer dizer que todos os novos lares para idosos são ruins. Afinal de contas, aqueles que estão a mais tempo no mercado também tiveram o seu começo.

Contudo, ao optar por um serviço que é oferecido já há alguns anos, a chance de fazer uma escolha certa aumenta. Por isso, se você ficar em dúvida entre um local e outro, esse pode ser um interessante ponto a ser observado para um possível desempate.

Clima do local

A energia do lugar é um importante fator a ser avaliado. Inclusive, dá para perceber quando um local tem um clima alegre e descontraído ou é frio e triste, não é mesmo? Infelizmente, muitas casas de repouso têm um ambiente mais introvertido e com pouca diversão.

Se entrar em um local e não sentir uma energia boa, ligue o sinal de alerta. Afinal, você está escolhendo um lugar em que seus pais idosos residirão, por isso, necessariamente ele deve ser agradável.

Opinião de pessoas que utilizam o serviço

Conversar com outras pessoas que já utilizam o serviço também é importante para acertar na escolha de um residencial sênior. Os clientes costumam ser sinceros nesses momentos e, com certeza, suas opiniões ajudarão você a avaliar e a selecionar o melhor local.

Você pode ir até o espaço e conversar com os visitantes, com os idosos que residem nele ou, até mesmo, procurar essas pessoas em redes sociais. Lembre-se de que de forma online também é possível ler as opiniões sem necessariamente fazer um contato direto.

Infraestrutura e entretenimento

A nossa última dica sobre o que avaliar ao escolher uma residência para idosos em BH é a infraestrutura do local, como quantidade de quartos, se todos são suíte, qualidade dos móveis, limpeza, áreas de lazer em comum etc.

Além disso, as opções de entretenimento também precisam ser levadas em conta. O local é apenas um lugar para ficar ou oferece possibilidade de se viver a cada dia? Garantir que o lar escolhido ofereça qualidade de vida é fundamental para não se arrepender da escolha e para garantir a felicidade dos idosos.

Nem sempre é fácil enfrentar a terceira idade e tentar aprender a como cuidar de pais idosos. Por mais que a situação seja cada vez mais comum, muitas famílias nunca refletiram sobre o que farão quando chegar a sua vez. Por isso, guias como este têm a missão de mostrar os possíveis caminhos, apresentar os benefícios de cada alternativa e os desafios que todos precisam superar.

Acreditamos que a melhor escolha é aquela que faz a família e os idosos felizes. Logo, ao pensar em como cuidar de pais idosos, essa deve ser a principal questão a ser respondida. Se depois de todas as informações você decidiu que a melhor escolha é encontrar um residencial sênior, entre em contato com o Clara Residencial. Estamos há 23 anos no mercado oferecendo o melhor a cada um dos nossos residentes.

Você também pode gostar

Deixe um comentário

shares